Monday, November 01, 2004

um pouco de ventania neste blog...

Saí de caminhada
Pelas estradas, caminhando a pé
Pedindo carona, violão nas costas
eu vim pra São Tomé

Louco louco louco melo muito louco louco melo cogumelos azuis
Louco louco louco melo muito louco louco melo cogumelos de Zebu

Zebu morreu, ele se fudeu cogumelo é meu
Zebu morreu, ele se fudeu cogumelo é nosso

Sou maluco banguelo de cabelo amarelo, eu gosto é de cogumelo
Sou maluco magrelo de cabelo amarelo, eu gosto é de cogumelo

Mas eu não sou daqui, sou de outro planeta eu gosto é de cogumelo
Eu não sou daqui, sou de outro planeta eu gosto de cogumelo

Louco louco louco melo muito louco louco melo cogumelos azuis
Louco louco louco melo muito louco louco melo cogumelos de Zebu

Minha vida é estrada eu não ligo pra nada, só quero cantar
Flutuar no universo ver o mundo de perto ver a terra girar
E pela a Rio Bahia eu caminhei de norte a sul
E pela Rio Bahia caminhando encontrei cogumelo de Zebu

Louco louco louco melo muito louco louco melo cogumelos azuis
Louco louco louco melo muito louco louco melo cogumelos de Zebu

Minha vida é estrada eu não ligo pra nada, só quero cantar
Flutuar no universo ver o mundo de perto ver a terra girar

0 Comments:

Post a Comment

<< Home